Raban Cristiano Lopes completa três anos de consagração monacal

Nascido no dia 15 de junho de 1973 no município cearense de Pacatuba, à cerca de 25 km da capital, Cristiano Lopes da Silva, o mais velho entre quatro irmãos, perdeu o pai ainda muito cedo e aos 13 anos de idade mudou-se para Fortaleza.

Sua caminhada vocacional começou aos 17 anos, mesmo já sentindo desde os 7 anos de idade o chamado para vida religiosa. Desde então, passou pelo seminário propedêutico e recebeu formação em filosofia e teologia ainda em Fortaleza. Em 2005 mudou-se para Goiás já tendo sido ordenado diácono no ano anterior. Também em 2005 foi ordenado sacerdote da Igreja Sirian Ortodoxa de Antioquia no Brasil.

O abuna Cristiano Lopes demonstrou sempre ser um exemplo de superação, mostrado que a verdadeira vocação se realiza sempre, independente de qualquer dificuldade, bastando deixar que o Espírito Santo conduza tudo. Nascido em uma família carente, no interior do Ceará, passando por uma série de dificuldades familiares, financeiras e educacionais, mesmo assim, firme em sua vocação, seguiu sendo guiado pelo Espírito Santo.

Consagração monacalEm 2010 mudou-se para Damasco – Síria, passando a estudar e residir no Mosteiro e Seminário Teológico de São Efrém, onde além de aprimorar sua formação teológica ortodoxa, especialmente quanto às tradições da Igreja, estudou também inglês, árabe e siríaco (aramaico).

No dia 21 de agosto de 2011 foi consagrado monge da Ordem de São Basílio pelas sagradas mãos do saudoso Moran Mor Inácio Zakka I Iwas, Patriarca de Antioquia e Todo Oriente. Agora como “monge e sacerdote” o Raban Cristiano Lopes, além de seus estudos, também assessorava o patriarca em suas viagens e o auxiliava no cuidado pessoal de sua saúde.

 

Raban Cristiano LopesMonge, sacerdote e missionário. Três grandes dons de nosso amado Raban Cristiano, que mais uma vez é conduzido pelo Espírito Santo através da Igreja para servi-la. Em 2011 é então transferido para a Argentina, servindo em duas Paróquias de Colônia, divididas por mais de cinco horas de viagem de ônibus uma da outra. O trabalho do Raban Cristiano rendeu, sobretudo, o renascimento dos movimentos jovens nas comunidades.

Atualmente Raban Cristiano Lopes é sacerdote auxiliar da Catedral de São Jorge, em Campo Grande – Mato Grosso do Sul, vivendo sua vocação ao lado do Monsenhor Antônio Nakkod, pároco da comunidade. Deus conceda muitos e muitos anos à essa abençoada vocação, um verdadeiro tesouro para a Igreja no Brasil e no mundo, que vem nos dar sempre um profundo testemunho de que, para Deus, nada é impossível.

PARABÉNS ABUNA!!!

Anúncios