Mor Augin – o fundador do monaquismo siríaco

Hoje (21/04) a Igreja Sirian Ortodoxa comemora Mor Augin, também conhecido como “santo Eugênio”, tradicionalmente chamado de “o fundador do monaquismo siríaco”.

Originário de Qluzma, no Egito, Mor Augin foi comparado a santo Antônio (Antão) o Grande pelo imperador Constantino, por ter levado a vida monástica a região da Mesopotâmia, estabelecendo-se na região do monte Izlo, onde fundou um mosteiro (que leva seu nome) que já chegou a abrigar cerca de 350 monges.

É famoso por muitos milagres ocorrerem por sua intercessão, além de ter formado mosteiros e igrejas por todo oriente, desde o Egito até a fronteira com a Pérsia.

Mor Augin (santo Eugênio) adormeceu em Cristo em 363 d.C. e seus restos mortais descansam até hoje sob o altar do mosteiro (que leva seu nome) fundado por ele.

Por conta das intensas perseguições contra a Igreja na Turquia, o Mosteiro passou muitos anos inativo. Em 2010 o então patriarca Mor Ignatius Zakka I reabriu o Mosteiro de Mor Augin, designando o padre (monge) Joaquim para o mesmo.

Fotos: ícone de Santo Eugênio (Mor Augin), imagens de Mosteiro de Mor Augin e foto do padre (monge) Joaquim.

Anúncios